Seja bem vindo e esteja bem informado!

*** Todas as postagens e fotos deste blog podem ser reproduzidas desde que sejam atribuídas autoria e fonte, conforme Lei Federal de Direitos Autorais nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Dúvidas, acesse o site da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual (Apijor): http://www.autor.org.br/ ***

as

14 setembro, 2013

Me arrependi, e agora?

Escolhas erradas


A vida é incrível. Não adianta saber antecipadamente o que vai acontecer e querer alertar as pessoas para que não se machuquem ou não cometam o erro, pois parece que é necessário que elas passem por aquilo para constatar que temos razão. Em outras palavras, por mais que tentemos evitar o tombo, parece que é só depois de cair que as pessoas entendem que ali tinha um buraco! 

  Se é ruim quando a decisão errada de outras pessoas interfere diretamente nas nossas vidas, pior mesmo é quando só depois de fazer a “cacaca” e já é tarde demais, que elas se dão conta da porcaria que fizeram e nos confessam isso com o rabo entre as pernas. Se por um lado é bom vê-las se arrependendo e temos vontade de dizer “bem feito”, e melhor ainda tendo que admitir que tínhamos razão (“eu avisei”), o que importa isso depois que não dá mais para voltar atrás e o estrago foi grande?! Dá vontade de dar uns tapas beeem dados, confesso! Vai dizer que você não sente o mesmo?!

 Deus está no controle de tudo e estar no controle não significa que Ele concorde com tudo, afinal, temos o livre-arbítrio. É um equívoco acreditar que tudo que acontece foi porque Deus quis. Um exemplo é quando um político é eleito e alguns dizem: “Deus é justo!” - sim, Ele é, e por isso mesmo nos deu a liberdade de escolher aquilo que tanto queremos, e com a mesma justiça não nos livrará de colher os frutos dessa nossa escolha, pois o fato de alguém vencer uma disputa, não significa que ele seja o melhor. Existem duas vontades de Deus: a diretiva e a permissiva. A diretiva é quando a gente se importa com o que Deus quer, o que Deus pensa a respeito, o que é correto aos Seus olhos e está de acordo com Seus princípios, então paramos para pensar o que Ele faria, que atitude O agradaria e o que Ele reprovaria e assim agimos de acordo com Sua direção. Já a vontade permissiva é quando fazemos aquilo que queremos a despeito da opinião de Deus. Claro que Ele sempre nos dá alternativa, manda até mesmo outras pessoas nos alertar, mas como insistimos em fazer o que bem entendemos, Ele permite que aquilo aconteça. E isso não significa que era da vontade de Deus, mas que Ele preza pelo nosso livre-arbítrio, porque é justo. É como se Ele pensasse: “Ok, filhos, quero muito que vocês façam isso porque sei o que é melhor, mas como insistem tanto naquilo, façam o que bem entendem e aguentem as consequências depois”.

 E ainda há outro porém: para o plano de Deus se cumprir neste mundo, quer você queira, quer não, quer acredite ou não (afinal Ele não mudará por causa da opinião de ninguém) as coisas ficarão cada vez piores. Não é falta de otimismo, não é visão distorcida, está escrito! E é o que estamos vendo. Cada vez mais se fala em esperança, cada vez mais se fala em paz, em bondade, em união, mas as coisas estão piores a cada dia que passa. Políticos corruptos sendo eleitos no lugar de bons políticos, pessoas honestas sendo massacradas por pessoas sem caráter e sem escrúpulos, a qualidade de tudo decaindo e os homens cada vez mais em guerra.

  Então quer dizer que não precisamos mais lutar pelas coisas corretas já que tudo tende a piorar? Não! Jamais! Não podemos abrir mão dos nossos princípios e ideologias, e continuar não é remar contra a maré. Devemos seguir em frente, sempre fazendo a nossa parte conforme o que é certo, honesto e justo. Seguidamente encontro alguém arrependido com muitas coisas, coisas contra as quais lutei, contra as quais alertei, mas não fui ouvida. Muitas dessas escolhas erradas das pessoas que me cercam influenciam de alguma forma na minha vida, em alguns casos tenho vontade de dizer “bem feito”, em outros, “eu avisei” e em outros me dá até pena, mas sigo em frente com a certeza de que mesmo que sejamos vítimas das escolhas erradas de outras pessoas, se seguirmos o caminho do bem, tudo de ruim poderá acontecer ao nosso redor, mas nada nos atingirá. Nem o arrependimento.



Nenhum comentário:

PERFIS FALSOS NO ORKUT ACABAM EM CADEIA!