Seja bem vindo e esteja bem informado!

*** Todas as postagens e fotos deste blog podem ser reproduzidas desde que sejam atribuídas autoria e fonte, conforme Lei Federal de Direitos Autorais nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Dúvidas, acesse o site da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual (Apijor): http://www.autor.org.br/ ***

as

20 abril, 2006

BLOGUEIROS DA INFORMAÇÃO*

Opinião

Os blogs de jornalismo são a nova tendência da atualidade. Eu criei este para a cadeira de Jornalismo Online por exigência do professor, pois era através dos blogs que ele avaliava os alunos. No início não gostei nada da idéia, mas concluída a cadeira resolvi mantê-lo. Além dos textos que foram produzidos para a disciplina, publico os que produzo em outras cadeiras, notícias relevantes da atualidade e opiniões. Uma das intenções é usá-lo como portfólio profissional.

Porém, esses blogs jornalísticos estão sendo alvos de crítica por alguns profissionais, como é o caso do consultor e colunista do Observatório da Imprensa Luciano Martins Costa. Classificando os blogs como panfletos, Costa diz que são coleções de artigos, opiniões e notas selecionadas conforme a opinião do autor. Se a afirmação de Costa estiver correta, estamos no caminho certo, conforme a imprensa geral. Afinal, os veículos midiáticos do Brasil são isso mesmo, se analisarmos um pouco mais. Os jornalistas são empregados e têm que produzir suas matérias conforme a “opinião” do veículo, ou melhor dizendo, do dono dele. Neste caso, a imprensa nacional não passa de um grande panfleto, com a diferença de que os jornalistas de blogs têm um algo a mais: atitude. Sem falar, claro, na liberdade real da prática jornalística.

É claro que os blogs carecem de regras mais técnicas, digamos assim, um tipo de manual de redação, uma padronização, como acontece com as demais mídias. Costa acusa os blogs de conduzirem os autores e leitores à irracionalidade, mas reduz o que chama de verdadeiro jornalismo à “características técnicas”. Esse verdadeiro jornalismo, na minha opinião, deixou de existir há muito, quando os jornalistas e empresários da mídia trocaram os valores humanos e sociais pelos valores comerciais. A mídia derrama informações sobre as pessoas e não as estimula a pensar e tirar suas próprias conclusões. Pelo contrário, diz como elas devem pensar, e isso não é nenhum estímulo à racionalidade.

A imprensa brasileira não cumpre, nem de longe, seu papel social em prol de um “processo civilizatório”. É grande, por exemplo, o número de profissionais e estudantes que desconhece o Civic Journalism, considerado o movimento jornalístico mais importante dos EUA desde o início dos anos 90, e que no Brasil ainda não emplacou. Logo no Brasil, que necessita tão urgentemente de um jornalismo mais cívico, que incentive a prática da cidadania, a revitalização da vida pública, o fortalecimento da democracia e que resgate a credibilidade da imprensa. Sendo assim, não há a mínima possibilidade de os blogs desviarem o jornalismo de um papel que ele já não cumpre. Quem sabe os blogs até não ajudem o jornalismo a regatar seu papel de cão-de-guarda, adotando também o de cão-guia, já que permitem uma comunicação mais dialógica entre os jornalistas e o público, considerando-se também o número cada vez mais crescente de usuários da internet.

Esses acessos de crítica e difamação dos blogs de jornalismo são nada mais, nada menos do que desinformação, conservadorismo e, talvez, calo ferido. E por que não dizer também, medo do novo. Afinal, foi assim com o surgimento de todos os meios. Acharam que o rádio seria ameaçado pela invenção da televisão. Disseram que os jornais iriam acabar com o surgimento da internet. E, no entanto, todos eles existem, coexistem e dependem entre si. Será assim com os blogs de jornalismo. Vamos dar tempo ao tempo. _________________________
*Texto opinativo produzido para a cadeira de Redação Jornalística III em 22/11/05.

Um comentário:

Altino Machado disse...

Bom dia, Tatiana. Sou Altino Machado e quero agradecê-la pela inclusão de meu modesto blog em sua lista de preferidos. Escreva-me: altinoma@uol.com.br. Um abraço!

PERFIS FALSOS NO ORKUT ACABAM EM CADEIA!