Seja bem vindo e esteja bem informado!

*** Todas as postagens e fotos deste blog podem ser reproduzidas desde que sejam atribuídas autoria e fonte, conforme Lei Federal de Direitos Autorais nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Dúvidas, acesse o site da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual (Apijor): http://www.autor.org.br/ ***

as

10 maio, 2005

Uma aula de jornalismo

Aline Ana

Alunos da Comunicação participam de Aula Inaugural com jornalista Paulo Markun

O jornalista Paulo Markun esteve na Unisinos, no último dia 12, palestrando na aula inaugural do Centro de Ciências da Comunicação. Os alunos do Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Comunicação Audiovisual puderam acompanhar uma verdadeira aula de jornalismo com o autor de "O sapo e o príncipe".

Paulo Markun é jornalista formado pela USP e atualmente apresenta o programa Roda Viva da TV Cultura. Para ilustrar suas idéias, Markun usou como exemplo algumas de suas experiências na profissão. Começou logo dizendo que em 1972, quando estava na Folha de São Paulo, não tinha a mesma facilidade que os futuros e atuais jornalistas têm, falando do computador. Naquele ano veio ao Sul cumprir uma pauta. Matéria pronta, só faltava passar para o jornal. E aí é que estava a dificuldade. Segundo Paulo, era preciso quase três horas para ditar toda a matéria pelo telefone.

Markun seguiu falando de modernidade e tecnologia, enfatizando que é importante comunicar idéias que melhorem o mundo. Quando perguntado sobre as diferentes linguagens para os diferentes meios de comunicação lembrou que é necessário ter linguagens diferentes, específicas são necessárias.

Jornal x Internet

O jornalista também criticou os jornais por usarem, em suas edições, os textos que saíram na internet do dia anterior. Disse que o jornal está sem rumo, que se perdeu depois da chegada da internet. “Não há mais investimentos em reportagens, que basicamente diferenciam o jornal dos sites”. Para Markun, é preciso que o jornal seja relevante para voltar a fazer sucesso. Sem contar que é preciso ter muito cuidado com as notícias de internet, que contém muitos erros e podem, ao invés de ajudar, atrapalhar o jornalista.

CFJ

Quando questionado sobre o Conselho Federal de Jornalismo e a Lei do Audiovisual, Markun que trabalhou na campanha de Lula, criticou todos os envolvidos. Disse que a grande imprensa "demonizou" o projeto de lei, mas que o Governo também não soube fazer uma contra-operação.

Questão de... Ética?

Salientou ainda a necessidade de se ter ética profissional. “Se a empresa não anda nos moldes do que você pensa, peça demissão.” Parece que Markun levou isto bem a sério. Aos 50 anos, já passou por 48 empregos. Parece que nosso jornalismo não anda tão ético como pensamos...

____________________________________________
SOBRE A EDIÇÃO
As alterações que fiz no texto da Aline Ana foram na maioria gramaticais. Troquei palavras por outras mais simples e mais fáceis de serem compreendidas e cortei o que achei desnecessário. Também transcrevi o texto em tópicos para chamar mais a atenção dos leitores e usei alguns links. No geral o texto original está muito bom. Achei muito criativa a maneira que ela usou para incluir uma tabela que, na minha opinião, não era o caso nessa matéria, mas que foi pedida pelo professor.

Nenhum comentário:

PERFIS FALSOS NO ORKUT ACABAM EM CADEIA!